13.10.10

Pequenas maravilhas...

Acho que os arqueólogos irão gostar de ler este texto:

A magnífica Sé

Ora bem... este texto chamou-me atenção porquê?
Para além de vários motivos...
(que até poderiam ser fascinantes mas que para o caso não interessam nada).
E como antropóloga que sou... gostaria de me centrar simplesmente nesta frase:

"Enquanto andava lentamente ao redor, um dos arqueólogos extraiu meticulosamente um esqueleto no chão."

Muito bem!
Então dignam-me lá como é que um arqueólogo extrai meticulosamente um esqueleto no chão!?
Está escrito um arqueólogo e não um antropólogo!!! (não entendo o motivo)

Mais...

Extrai meticulosamente um esqueleto
Atenção: é um esqueleto e não uma peça óssea de cada vez! É um esqueleto todo de uma vez! Gostaria de ter esses poderes! A sério que gostaria! Mas não tenho... (é tudo inveja é o que é).

E ainda...

Por sinal, sendo ou não coincidência este esqueleto encontrava-se no chão.
Fogo! Será que deixavam os tipos lá a apodrecer no meio do chão?!
Ora bem, eu não sei... mas até acho que conheço o sítio! E... não querendo ser má língua (mas já sendo) acho que não é propriamente no chão mas sim sepulturas escavadas na terra, aquilo que normalmente se designa por covachos.

Conclusão:
Só me apeteceu pegar nesta frase porque sou preguiçosa e não me apetece entrar no ramo da arqueologia.

2 comentários:

dra. dos ossos disse...

Levitação dos esqueletos ambulantes... com jeitinho era o esqueleto do enfermo de Betzatá, que alevanteu e andeu!! ups!!

betty_boop disse...

falta de conhecimento na área dá em comentários ignorantes...ao menos que se informassem minimamente...